O seu Lar precisa disto -> clique aqui!

Conheça os nossos produtos de estimulação cognitiva para idosos!

Partilhe o seu e-mail para que beneficie de condições especiais assim que novos produtos estiverem disponíveis!

E-mail

O Papel do Psicólogo em Lares de Idosos

Este artigo sobre o papel do psicólogo em lares para idosos é uma viagem pessoal enquanto profissional que faço há 7 anos para cá e que, sem dúvida alguma, tem sido bastante enriquecedora.

Trabalhar com a população mais velha é uma experiência bastante gratificante. Todos os dias, por mais rotineiro que sejam os dias, pois em lares é natural que hajam regras e horários que obrigatoriamente precisam de ser cumpridos para que todos os cuidados ao utente, bem como às instalações que o acolhe sejam assegurados. Embora hajam exceções e caso isso aconteça, o utente está sempre em 1º lugar.

Mas como estava a dizer, todos os dias são sempre diferentes e por mais repetidas que sejam as conversas, especialmente sobre o seu passado e sobre toda a sua história de vida, têm sempre algo a acrescentar.

Essencialmente, o que tenho experienciado enquanto psicóloga é a extrema necessidade que os idosos têm em conversar, num simples “Bom dia!” ou “Boa tarde!” desenrola-se uma conversa, nem que seja da noite sem dormir que passaram. E ao falarem sobre isso, toda a sua expressão facial e corporal muda para melhor.

A expressão de alegria que os idosos manifestam apenas por saberem que chegou a pessoa com quem podem falar à vontade e o tempo que quiserem, é uma enorme felicidade para mim porque sinto que desempenho um papel relevante e extremamente importante para a sua estabilidade emocional e auto-estima.

Contudo, a participação do psicólogo na vida do idoso não fica só pela estimulação emocional, mas também pela estimulação cognitiva através de exercícios práticos e específicos que ajudem o idoso a estar ativo e ocupado no seu dia-a-dia, como estimular:

  1. A leitura e a escrita através de jornais diários e revistas;
  2. A mobilidade e a coordenação motora através de exercícios físicos ligeiros;
  3. A criatividade através de pinturas e bordados;
  4. O cálculo mental através de jogos tradicionais como o dominó e cartas.
  5. Entre outros, (…)

Com a população mundial a envelhecer, e em particular a população portuguesa é extremamente importante preservarmos e estimularmos o bem-estar psicológico da população mais velha porque disso advém o bem-estar físico, tendo sempre em consideração a sua idade já avançada.

Enquanto psicólogo, que ferramentas utiliza para a estimulação emocional e cognitiva do idoso?

Enquanto pessoa idosa e/ou familiar, que melhorias verifica com a presença do psicólogo na sua vida?

Partilhe a sua experiência!

  • Mariana

    Olá. Desde já, gostaria de lhe dar os parabéns por trabalhar com idosos sem perder a motivação, mesmo com uma população onde se vêm resultados muitos lentos ou até deles que não se vêm a nível cognitivo. Sou Psicóloga e estou no meu primeiro ano a trabalhar num lar de idosos (já realizei o estágio anteriormente),no entanto devido à falta de condições às vezes a motivação não é muita.
    Aproveito para lhe perguntar o que acha da Psicoterapia em lares de idosos, se acha que, sendo nós a procurarmos e não eles a nós, e por vezes as conversas serem realizadas em contexto de salas de convívio, existe na mesma relação terapêutica. Ou seja , com idosos institucionalizados, não há uma intervenção com principio, meio e fim, pois não? Há sim um manter de conversas, um motivar, promover o pensamento positivo, etc.?
    Também lhe pergunto que instrumentos acha essenciais para avaliar o idoso, bem como qual o processo de psicoterapia. Para além de formações a funcionarias, sensibilizações, dinâmicas de grupo, estimulações cognitivas em grupo, e intervenções individuais que mais atividades são desenvolvidas pelo psicólogo numa instituição de idosos?

  • Anonymous

    Bom dia Mariana,

    Obrigada por ter partilhado um pouco sobre a sua experiência de forma tão sincera e transparente.

    As perguntas que coloca são, sem dúvida, extremamente relevantes e por isso, irei escrever um artigo onde irei abordar todas estas questões baseando-me na minha experiência profissional.

    Para ser a primeira a saber da publicação deste artigo, convido-a a registar-se na nossa lista de membros da PsicoDigital em http://www.feedblitz.com/f/?Sub=765038

    Estou ansiosa por lhe dar as boas vindas à comunidade da PsicoDigital!

    Até breve Mariana e boas festas!

    Carla Coelho

  • Mariana

    Obrigada :) fico, entao e aguardar novidades sobre este tema. Outra coisa, nos devemos fazer o diagnostico do tipo de demencias? Fico feliz por existir um blog onde possamos partilhar algo sobre esta nossa experiencia, que apesar de ser cada vez mais necessário o trabalho com idosos, é tao pouco valorizada e especificada, mesmo em artigod. Sendo o nosso papel num lae de idosos ainda um pouco vago.
    Cumprimentos

O seu Lar precisa disto -> clique aqui!

Sabia que estamos a preparar novos produtos com jogos de estimulação cognitiva para idosos?

Se estiver interessado, partilhe o seu e-mail para que beneficie de condições especiais assim que os produtos estiverem disponíveis!

E-mail